Amar é tudo

03

Amar é sentir falta da pessoa quando ela está no cômodo vizinho.
É sentir raiva dela mas não conseguir prolongar esse sentimento por muito tempo.
É acordar sentindo saudade e dormir querendo mais tempo, mesmo que ela esteja ao seu lado nesses dois momentos.

Amar é poder ser verdadeiro… é poder contar tudo sem medo.
Amar é não precisar se esconder atrás de você mesmo.
É não precisar falar nada muito poético pra impressionar…
É ter medo de desapontar e de não ser capaz fazer a pessoa feliz.

Amar é o sentimento mais bonito que existe… deixa a gente completo… sem espaços vazios.
Amar é ter sempre a certeza de tudo.
É se sentir forte a toda hora.
É imaginar que você pode tudo contra todos!
O grande problema é que essa palavra se tornou moda… todo mundo diz que ama…

O amor não faz sofrer, e ele é sempre correspondido.
Se ama e não é amado… não é amor… é paixão ou qualquer outra coisa do gênero.
O amor é puro, e para toda panela existe uma tampa que se encaixa perfeitamente.
Desistir de encontrar o amor é o mesmo que desistir de viver.
A vida perde o sentido.
As cores desaparecem.
Olhar a natureza não tem mais graça.
O mundo fica sem porquê.
Para que sorrir? Será falso!

“Amar é quando não dá mais pra disfarçar, tudo muda de valor, tudo faz lembrar você!”
Exatamente isso… “tudo faz lembrar você!”
Existe coisa mais gostosa do que pensar em alguém a todo segundo e ter a plena certeza de que ela também está pensando em você?

E sentir aquele abraço gigante no fim do dia quando você precisou dele o dia todo?
Amar é tudo… e é apenas uma vez na vida… porque o amor não morre… ele apenas adormece para voltar com força maior logo logo.

Amo você!

Alice Barbati

Anúncios

Sobre o amor

 02020202

Eu gosto quando ele me olha com aqueles olhos… não sei explicar quais são os olhos, mas são lindos, cheio de admiração e amor, o mais interessante é que consigo sentir absolutamente tudo, apenas com aquele olhar.

Eu também gosto da maneira que ele passa a mão nos meus cabelos, parece um jeito meio largado, e o mais gostoso é que eu sei que não existe nenhum esforço pra ele levantar a mão e a encostar em mim.

Tem também aquela risada meio desengonçada e alta, gosto dela tanto que as vezes coloco os dedos na costela dele como uma ameaça de cócegas, e então nesse instante vem o melhor som do mundo e é claro, aquele sorriso que me faz ver estrelas.

Sou completamente louca por ele, é algo que eu nem consigo definir… falar que é amor parece pouco, porque hoje em dia todo mundo ama todo mundo, e o que eu sinto eu nunca senti por ninguém, então isso não pode ser apenas amor.
Ou será que pode e isso prova que nunca amei? É triste se a resposta pra essa pergunta for sim.

Mas também é interessante que a resposta seja não, porque isso quer dizer que nunca ninguém habitou o meu coração e ele é morador único dessa parte dentro de mim.

Gosto muito da maneira com que nós conversamos… na maioria das vezes estamos deitados, ele me olha nos olhos e ficamos contando casos do dia, de repente a gente para, se encara, suspira… e nesse momento eu posso sentir o quanto ele me ama e me deseja.

Sinto falta dos lábios dele nos meus, ele tem um jeito de me beijar que parece que sabe exatamente o que eu preciso naquele instante, um beijo bem devagarzinho, sentindo cada cantinho da boca dele, ou um beijo feroz, onde eu sinto que sou possuída por inteira por aquela língua macia.

A falta que ele me faz é tremenda, e parece que toda vez que ele me fala a palavra “tchau”, um pedaço de mim segue com ele o caminho até a rua, mas quando ele se vai esse pedaço não volta, segue com ele na caçamba do carro, e é nesse momento que a dor e o vazio começam e ficam me acompanhando pelo longo dia que tenho pela frente, mas aí ele aparecer de surpresa no fim do dia com uma rosa na mão, e diz que trouxe apenas uma porque estamos economizando para o casamento.

Amo com toda a certeza, e é maravilhoso poder dizer isso para todos escutarem!

Alice Barbati