HISTÓRIAS DE AMOR NUNCA SAEM DE MODA

img-thing

Ele te ama, mulher. Ama como poucas almas quando encontram seus pares. Ele te reconheceu no momento que te viu… Você tambem ama, não é mesmo?  Mas escolheu não viver esse amor, pois outras escolhas ja tinham sido feitas. Não lhe culpo…

De qualquer maneira ele vive na esperança de um dia viver… Mas por isso não vive, ou se vive, deve ser apenas metade…  Vive esperando que o telefone toque,  que se encontrem ao acaso, que você jogue tudo pro alto como ele faria por você. Tantos outros continuam vivendo sem saber se um dia vão ter a chance de amar assim.

Enquanto isso eu, continuo amando meus pequenos amores…

Ju Padrao, publicado em: https://jupadrao.wordpress.com

Eu podia ter me apaixonado por você

Amor-Tumblr-fotos

Eu sentia, faltava muito pouco para eu me embarcar de vez nesse amor.

Eu sabia, talvez precisasse somente de mais um segundo, um toque, um beijo.

Eu sentia, o melhor de mim estava vibrando de novo aqui dentro do meu peito.

Eu sabia, talvez precisasse apenas de mais tempo.

Eu sentia, a realidade não precisava ser do jeito que eu sonhava para o sentimento ser real.

Amei cada segundo que vivi essa historia.

Mas não se trata de você, acredite.

Se nossos caminhos nunca mais se cruzarem, tudo bem.

Por todo bem que me fez, valeu.

 

Ju Padrao, publicado em: https://jupadrao.wordpress.com

Se joga

tumblr_static_tumblr_static_5rd5jcph5o0swg40cgckcg8kg_1280

Dizem que o primeiro passo é sempre o mais difícil e nos agarramos nessa crença para justificar todos os nossos momentos de indecisão.

Mas se revertermos o pensamento, podemos descontruir essa crenca e aí aquele passo será apenas a consequência inegável de uma decisão que já foi tomada muito antes. Muito antes de terminar um relacionamento, de pedir demissão do emprego ou de iniciar plano de reeducação alimentar, a decisão de mudar já foi tomada. Pensando assim o peso do primeiro passo, do primeiro dia, se reduz a quase nada.

É como decidir pular de bungee jump. Você já subiu a escada, teve tempo de refletir e consolidar sua decisão em cada degrau e enquanto a corda esta sendo amarrada a seus pes e enquanto caminhava até a plataforma. Então, quando você chega lá, bem na pontinha não há mais nada a decidir, é só mais um passo. Já foram tantos, aquele não é o primeiro, nem o mais importante. Apenas é de certa maneira, o último.

Então o medo não faz mais sentido e a liberdade de ir ao encontro do objetivo sonhado, planejado, desejado é indescritível.

Ju Padrao, publicado em: http://jupadrao.wordpress.com/