Amanhã

01

E quando o aperto é grande, melhor voltar-se para dentro e procurar uma luz qualquer, até voltar a florir. Porque, às vezes, no meio desse monte de sentimentos sujos, a gente acaba achando um sorriso perdido, um brilho no olho, um céu estrelado que nos faz acreditar tudo de novo.

Pra que ficar procurando sentido nas coisas? Não deu certo e acabou. Amanhã, amanhã eu recomeço e viro Scarlett (a O’hara) outra vez. Brinco de adivinhar sorrisos, bordar estrelas no tecido escuro da noite, domesticar saudades e firmar os passos. Porque a vida é mais que um momento triste, a vida é grande, é todinha mágica, do começo ao fim.

Amanhã, amanhã recomeço.

Cris Carvalho