Bem dizem que só se dá valor quando se perde

found-love-hopeless-place--large-msg-132145014622

Lembro-me como se fosse hoje, numa simples noite de Junho, sem estar a espera, apareceste tu, um rapaz lindo, um sonho para qualquer rapariga, acho que foi destino tu me apareceres naquele dia… Quando falamos pela primeira vez senti algo que não sei explicar, como se tivéssemos destinados. No principio nunca foi para ter algo mais que amizade, ter algo mais contigo nunca esteve nos meus planos, mas tu tinhas algo que me conquistou deste do primeiro dia.

A primeira vez que estivemos juntos foi maravilhoso, nada do que eu estava à espera, aí foi uns dos primeiros indícios onde eu percebi que nunca te poderia deixar ir.. O meu sentimento por ti foi crescendo de dia pra dia. Eu era muito nova, tinha pouca maturidade, e se me perguntarem porque que te fiz o que fiz, a minha resposta é: não sei..

Tu eras um rapaz fantástico, tinhas tudo o que poderia querer em alguém… Mas com o tempo comecei a tomar-te com garantido.. Porquê? Eu, mimada, fazias tudo o que eu queria, se eu fizesse algo errado eras tu que pedias desculpa porque não querias estar assim comigo, mesmo tu não tendo culpa nenhuma, vinhas sempre atrás de mim, eu sabia que se deixasse de responder por um pouco tu mandavas logo mensagem a perguntar se estava tudo bem, se passava-se algo comigo, fazias isto porque me amavas mais que tudo, e eu burra não te dava o devido valor.. Se me perguntarem se te amava, amava, muito, mas reflectindo em tudo isto, não o sabia demonstrar, e entendo todas as tuas dúvidas naquela altura..

Tu fazias me feliz, só tu sabias me irritar, eras a pessoa que mais se preocupava comigo, lindo de morrer, divertido, fiel e nunca me deste motivos para duvidar de ti, éramos um tipo de ‘casal’ que não precisávamos de dizer nada, bastava um olhar.. E eu fui a pessoa mais egoísta à face da terra… Acho que houve uma altura que te cansaste das minhas atitudes, e eu digo-te que entendo, se fosse comigo talvez tivesse agido igual.. Chegou a altura que tu seguiste em frente, 1 ano atrás de uma pessoa que te fazia isto é algo de se esperar.

Houve algum tempo que deixei de ouvir de ti, já não me mandavas mensagem, não tinha noticias tuas, e aí vim a saber que tinhas alguém, aí percebi o quanto burra fui… Porque te tinha deixado ir embora? Naquela altura só queria ser ela, ela tinha tanta sorte em te ter! Comecei-me a reflectir que se não fosse pelas minhas atitudes, tu provavelmente ainda irias estar comigo naquela altura e não com ela.. Não havia maneira de voltar atrás e mudar o que fiz, embora quisesse, muito, mais que tudo… Bem dizem que só se dá valor quando se perde…

Tentei seguir em frente e agora ainda tento, mas sabes que mais? Toda a gente que encontro comparo contigo… E ao ver que não há sequer comparação possível entre essa pessoa e tu, desisto. Agora não sei de ti, à meses que não falávamos, não falo de ti a ninguém, não tento saber de ti sequer, tento esquecer, tenho medo de vir a saber de outras noticias que me partam o coração, como eu te parti a ti, não tento te falar porque não sei a tua situação se ainda estás com ela, se já acabou mas ainda a amas, não quero mesmo saber…

Sei que provavelmente nunca vais ler isto, mas se algum dia leres, quero que saibas que peço imensas desculpas de tudo o que te fiz passar, e que tenho imensas saudades tuas, e que no fundo espero que estejas feliz, porque mereces mais que ninguém, que ela te faça feliz e nunca te faça o que eu te fiz, e que se alguma vez pensares em nós, no passado, tenta-te lembrar dos nossos bons momentos que eu nunca vou esquecer.. Contigo passei uma importante parte da minha vida, fizeste-me crescer como pessoa e vou-te levar comigo, sempre!

Catarina Cardoso