Presente

A vida é delicadeza, sabe? É ter vontade de mudar e ir lá fazer acontecer. É se buscar. É se encontrar. É se perder de novo. É surtar. É sentir que pode. É não poder. É querer tanto que se consegue fazer! É observar a felicidade chegando e as mãos suando pelo novo e os olhos brilhando pelo improvável processo de ser feliz (mas que agora parece tão próximo). A vida é um grande cobertor disposto a aquecer cada um de nós. E se às vezes ficamos desamparados, nada mais é do que uma palavrinha que todos nós deveríamos desfrutar de bom grado: aprendizagem. De que outra maneira ficaríamos tão felizes por estar aquecidos se não tivéssemos sabido do frio?

Acredito, hoje mais do que nunca, que devemos estar sempre bem ou o mundo não é bom com a gente. Antigamente eu não achava que nossas ações influenciassem tanto assim no que a gente recebe do mundo. Mas acontece que um sorriso, uma carta, um bom dia, uma ligação, um sms, um abraço, um almoço, uma risada no meio da manhã, uma conversa sobre zilhões de coisas, são detalhes que fazem a diferença. Acontece que nada é por acaso e que tudo que recebemos é consequência do que oferecemos.

Eu quero mais aprendizagem. Eu quero começar a entender como é que se dá tanto amor assim, eu quero receber esse amor de volta e desfrutar desse amor. Eu quero aprender a distribuir bondade! Eu quero ser bondade. Todos os dias algo bom nos é dado, mas nem sempre a gente tira bom proveito disso. Eu quero tirar proveito dessa beleza que chamamos de vida!

Vamos (re) começar?

Noemyr Gonçalves

Anúncios