O que vem depois do eu te amo?

tumblr_krn6388Bsq1qzxzwwo1_500

Eu te amo é lindo, mas sempre achei mais bonito ele dito de outro jeito.

Desde pequena, me sentia incomodada em ter que dizer as três palavras que todo mundo fala também. Se cada um sente de uma forma, porque temos que dizer igual? E quando passa do eu te amo? O que vem depois e mais forte e mais intenso que ele? É tudo confuso. Nunca consegui inventar uma palavra nova, justo eu que sinto o depois. Queria poder dizer “eu te amo mais do que o eu te amo”, mas só de tentar me expressar assim, já falaria eu te amo duas vezes.

As três palavras sempre foram pouco pra mim, costumam ficar agarradas na garganta. Quando saem, escapolem só porque precisam. Saem porque as pessoas querem saber que são amadas, porque precisam se sentir seguras. Para quem não leva jeito para falar o “eu te amo” da maneira mais romântica possível, essas palavrinhas aparecem nos piores momentos.

Geralmente quem ama depressa, é o primeiro a dizer. Todo mundo está propenso a ouvir como resposta “obrigado” ou “também te acho legal demais”. Acontece. Lembro de uma vez que disse “eu te amo” porque fiquei sem assunto.

O silêncio me incomodou tanto, que eu o preenchi assim. Eu realmente gostava da pessoa mais do que o “te adoro”, mas não chegava a um “eu te amo”. Não sabia o que dizer e de repente foi. Depois disso, cheguei a conclusão que precisam logo criar uma palavra para o quase-te-amo. Já que nos é exigido em palavras o que sentimos, que façam logo o “eu te amo do meio termo”.

Uma vez perguntei para uma amiga se o “eu te amo” que ela dizia para o namorado sempre, no final de toda conversa, era tipo um “câmbio, desligo”. Ela achou engraçado, mas eu estava falando sério. O “eu te amo” era falado o mesmo tanto de vezes que eles diziam “alô” e “tudo bem?”. Quem sou eu para entrar no meio da história dela, mas, dito tantas vezes, não perde a força?

Dentre todos esses sentimentos que passaram e estão em mim, todas essas dúvidas que vocês também podem ter, posso contar que em toda a minha vida, já ouvi eu te amo assim: Ouve essa música. Tô com saudade. Você sumiu. A gente se vê mais tarde? Você ficou linda. Preciso de você. Posso ir com você? Saudade. Pensei em você. Eu me importo. Vem cá. Já consegui dizer “eu te amo” de N formas. Até mesmo quando disse “não quero te ver mais”.

Marcella Brafman, publicado em: http://chatadegalocha.com/

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s