Naufrago

o-HAPPY-COUPLE-LAYING-IN-BED-facebook

Esses teus olhos que ‘infinitam’ os meus numa dinâmica voraz dos meus sentimentos mais bonitos, que precipitam minhas guerras, mas me sujeitam a paz de dias melhores. Você sabe que em algum momento, no meio dessa imensidão de gente desafinada teu riso cantou minha canção predileta na estação de rádio mais famosa do meu corpo, aquela mesma que batuca o amor pela avenida nos meus dias mais intensos. Você chegou com o mesmo aperto de um abraço, entornando o afeto nas minhas lacunas mais evidentes e preenchendo com luz todo meu dom de viver no escuro. Eu não precisei de muito, você sabe, pra amar você e te colocar de baluarte no eixo mais ostensivo do meu caos e também não precisei evaporar o meu excesso em água fervente pra não falar de sentimento no final do dia. Eu construí o apreço com torrões de açúcar, enquanto derretia meus medos na ponta da tua língua. Você sorriu e eu aprendi a sobreviver ao amor, mesmo naufragando diariamente o meu navio internalizações.

Natália Brandão, publicado em: https://www.facebook.com/OMocoEOOcio?fref=ts

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s