A felicidade tem nome e endereço

tumblr_ly1xldbwo51qa4pgdo1_500_large

Você é novinho em folha. Mal chegou na minha vida e já tá aí, me arrancando sorrisos que estavam guardados e bem escondidos. Olho pra você e tenho certeza que a vida se encarrega de deixar a gente feliz. Que eu merecia, e muito, sentir essa felicidade, depois de tanto tempo mendigando amores que nunca foram meus. Eu mereço todos os seus carinhos, eu mereço todos os seus colos e mereço todas as vezes que você me pergunta “pequena, que tanto você olha pro horizonte?”. Mereço sentir meu peito sendo preenchido a cada vez que eu escuto “minha pequena” ou “vai baixinha, dá um sorriso!”, porque eu odiava quando me chamavam de pequena, mas com você é diferente. Porque eu sou a sua pequena, eu sou a sua baixinha.

E você me abraça porque quer me proteger do mundo, porque quer me cuidar e me curar de tudo de ruim que já me aconteceu. De todo os amores perdidos. Parece que do seu lado nada vai dar errado. Do seu lado eu fico mais forte, mais segura de mim, mais feliz.

E eu quero continuar aqui, no seu sofá cama gigante que caberia nós e mais umas cinco pessoas. Eu quero me esparramar aqui com todas essas suas almofadas fofas e nunca mais sair do quentinho do seu peito. Eu quero passar o final de semana deitada aqui com você, vendo filme, vendo aqueles seus seriados idiotas, e ter preguiça de sair pra jantar. Quero que a gente peça muitas pizzas pra gente comer até não conseguir respirar direito, quero que você busque vários temakis de salmão com cream cheese, que são os meus preferidos. Quero que a gente beba todo o álcool que aguentarmos, só pra gente rir até a barriga doer, e nem ligar que existe um mundo lá fora. Eu quero vestir a sua camiseta de manhã e andar pela casa como se a gente já se conhecesse há anos. Eu quero acordar e não ter vontade de levantar porque ficar com você me abraçando é melhor que tudo nessa vida. Eu quero muitos e muitos dias assim, do seu lado. Porque a gente se basta, e isso é o que importa.

Demorei demais pra perceber que você é tudo que eu mereço e tudo que eu preciso agora. Levantar daqui e bater na sua porta, é o que eu tô com vontade de fazer. Mas é tarde demais pra pedir desculpas? É tarde demais pra assumir que é você, e que não tem mais ninguém aqui dentro? Tarde demais pra te dizer que é você, de hoje em diante, é só você? É tarde demais pra te dizer que eu também quero ficar do eu lado, muitos e muitos dias? Tarde demais pra querer ser a sua pequena? Se não for, me espera e deixa a porta aberta.

Nathália Fabrini, publicado em: https://nfabrini.wordpress.com

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s