É medo

images

É sempre medo.  Desde o toque do celular que quando eu olho e não é você. E até quando é. É medo de não saber o que vem por aí e o que esperar daqui pra frente porque eu não sei ler suas atitudes, não sei ler as vontades, não sei me impor. É medo quando eu não sei se eu devo insistir, se eu já posso sorrir, se o seu ‘sim’ foi de verdade ou foi mais uma dessas brincadeiras que parecem verdade, feito todas as outras que eu nunca consigo definir se eu posso levar ou não a sério. É medo em cada canto do meu quarto, da minha alma perdida e do meu coração calejado de bater em portas erradas, de correr por almas desertas.

E aí, me diz. Diz se ainda vai demorar muito pra eu largar esse medo, pra eu deixar de correr pra toca e começar a correr pro seu abraço sem receio de tropeçar ou de você fechar os braços e eu não acabar em lugar algum. Diz que não precisa, que já acabou, que você está pronto e eu também.  Diz que vai colocar meu medo de volta na caixa de Pandora e ele não vai sair de lá. Nunca mais.

Marina Oliveira

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s