Vida de solteiro

tumblr_na0cbpmiMr1sruudjo1_500

“E a namorada?” Alguém vai me perguntar. Aí vou sorrir e responder: “Estou solteiro!”. E logo depois vem aquela cara de: “nossa, coitadinho”, quando ao meu ver era a hora certa da pessoa me abraçar e pularmos gritando: “Parabéns Campeão!” Sabe, realmente não entendo essas pessoas que colocam o fato de encontrar uma pessoa como sendo um dos objetivos primordiais da vida. Como se a ordem natural fosse: nascer, crescer, conhecer alguém e morrer.

A meu ver, não é assim. As pessoas se dizem solteiras como quem diz que está com uma doença grave, alguém que precise de ajuda. Não é nada disso. Existe sim vida na “solteridão”! E das boas. E isso não quer dizer farra, putaria, poligamia ou promiscuidade. Aliás, quer dizer sim, mas só quando você tiver afim. No mais quer dizer liberdade, paz de espírito, intensidade. E olha que escrevo isso com algum conhecimento de causa, já que tenho vários anos de namoro no currículo.

De verdade, do fundo do coração, eu estou muito bem solteiro. Acho até que melhor que antes. Gosto de acordar pela manhã sem saber como vai terminar meu dia. Gosto da sensação do inesperado, da falta de rotina e de não ter que dar satisfação. Gosto de poder dizer sim quando meu amigo me liga na quinta-feira perguntando se quero viajar com ele na manhã seguinte. De chegar em casa com o Sol nascendo. De não chegar em casa as vezes. De conhecer gente nova todos os dias. De não ter que fazer nada por obrigação. De viver sem angústia, sem ciúme, sem desconfiança. De viver.

Acredito que todo mundo precisa passar por essa fase na vida. Intensamente inclusive. Sabe, entendo que talvez essa não seja sua praia. Ou talvez você nunca vá saber se é. Eu mesmo não sabia que era a minha, e veja só você, hoje sou surfista profissional. O que percebo são pessoas abraçando seus relacionamentos como quem segura uma bóia em um naufrágio. Como se aquela fosse sua última chance de sobrevivência. Eu não quero uma vida assim. Nessa hora talvez você queira me perguntar: “Mas e aí? Vai ficar solteirão para sempre? Vai ser assim até quando?” E eu vou te responder com a maior naturalidade do mundo: “Vai ser assim até quando eu quiser”.

Quando encontrar alguém que seja maior que tudo isso, ou talvez alguém que consiga me acompanhar. E não venha me dizer que aquele relacionamento meia boca seu é algo assim. O que eu espero é bem diferente. Quando se gosta da vida que leva, você não muda por qualquer coisa. Então para mim só faz sentido estar com alguém que me faça ainda mais feliz do que já sou, e como sei que isso é bem difícil, tenho certeza que o que chegar será bem especial. E se não vier também está tudo bem sabe? Eu realmente não acho que isso seja um objetivo de vida. Não farei como muitos que se deixam levar pela pressão dessa sociedade.

Tanta gente namorando pra dizer que namora, casando pra não se sentir encalhado, abdicando da felicidade por um status social. Aí depois vem a traição, vem o divórcio, a frustração e todo o resto tão comum por aí. Não, não. Me deixa quietinho aqui com minha vida espetacular. Pra ser totalmente sincero com você, a real é que não é sua situação conjugal que te faz feliz ou triste.

Conheço casais extremamente felizes e outros que estão há anos fingindo que dão certo. Conheço gente solteira que tem a vida que pedi para Deus e outros desesperados baixando aplicativos de paquera e acreditando que a(o) ex era o grande amor e que perdeu sua grande chance. Quanta bobagem.

A verdade é que só você mesmo pode preencher o seu vazio, e colocar essa missão nas mãos de outra pessoa e pedir pra ser infeliz. Conheço sim vários casais incríveis, assim como tantos outros que não enxergam que estão se matando pouco a pouco. Só peço que não deixem que o medo da solidão faça com que a tristeza pareça algo suportável. Viver sozinho no início pode parecer desesperador, mas de tanto nadar contra a maré, um dia você aprende a surfar. E te digo que quando esse dia chegar, você nunca mais vai se contentar em ficar na areia. Desse dia em diante só vai servir ter alguém ao seu lado se este estiver disposto a entrar na água com você.

Rafael Magalhães, publicado em: http://www.precisavaescrever.com.br/

Anúncios

167 thoughts on “Vida de solteiro

  1. Oi Rafael, eu aqui lendo seu documentário me identifiquei, pois além de me identificar com cada palavra, foi muito bem escrito e esclarecedor. Bom saber que tem ainda pessoas com esse mesmo pensamento. Tudo de bom em sua vida!!! Com certeza quando encontrar uma pessoa sera merecedora de sua atenção. Bjs

  2. Ola Rafael y turma de liberdad incondicional,yo soy asi,pero despues de un acidentede trafico estoy un poco covarde y no devo,,, passo un año bien otro mal y esto me impidede ser feliz,preocupaciones con muchas cosas te hace un tanto esquisito y diferente,,vivo a 50 mtrs de mi playa no tiene muchas olas pero es una costa Española muy bonita estamos aqui mi hijo e yo,hace 25 años,y la falta de certos familiares no me permite completar mi alegria diaria,lo siento mucho tengo ke mejorar y leiendo esto tan lindo parece ke desperte uno poco muchas gracias,soy de sao paulo brasil,tengo todos ahi,,,saudades,mi hijo menor aki conmigo somos felices los dos unidos juntos en todo,el tiene 31 años y yo 54¡¡¡¡ soy toda terreno,,,y el tambn bueno te agradesco mucho mil bjos hasta pronto.feliz domingo.desde España con cariño.saudades.

  3. Verdade o que você escreveu. Abrir mão das nossas individualidades, sonhos e planos pra viver com alguém ou constituir família não é garantia de encontrar a felicidade, pois essa cada um deve correr atrás. E por mais incrível que pareça, é mais difícil encontrar a paz verdadeira e libertadora junto de outra pessoa. Parabéns pelo excelente artigo, Rafael.

  4. Bom texto, mas nem tudo é tão lindo assim para os solteiros! Já vivi os dois momentos e acredito que os dois em sua igualdade são ótimos, ou péssimos, e tudo isso depende de quem vive, você escolhe se quer aproveitar da melhor forma as coisas boas que a “solteirísse” te proporciona, tanto quanto um relacionamento, e esse papo de casar e separar e tudo mais que os solteiros dizem ser a pior coisa (digo Pq já falei muito também), acho que só o separado pode dizer, tenho certeza que antes disso viveu ótimas experiências e que inclusive a separação também lhe trouxe algumas. Acho que é isso independente do momento da vida o que vale mesmo é saber viver cada um deles é aproveitar o melhor lado, sem esquecer que nunca estaremos livres de alguns problemas! Faz parte.

  5. Acho que meu comentário acabará sendo um novo post, mas desta vez defendendo o outro lado da moeda, pois por mais que você tente acreditar o se faça acreditar no seu relato, ele é baseado apenas em sua experiência, apenas em seu momento e não, não se aplica a todo mundo. Simplesmente, não! Da mesma forma o meu!
    Com uma abordagem bastante tendenciosa você prega que a vida de solteirão é um mar de rosas sem preocupações ou constrangimentos; que alguns tratam o estado de solteiro como uma “doença” e tantas outras coisas. Diz que fala de sua experiência, mas não diz quão extensa ela é.
    Cheguei até este post, através do compartilhamento de uma amiga muito querida, que apesar de não ter tanto contato hoje em dia, já tive um breve envolvimento no passado. Sim, eu não tenho o menor problema em ter em meus contatos pessoas com as quais já tive envolvimento, minha lista de amigas está repleta desses contato, agregados ao longo de minha vida de solteiro (através da qual baseio minha defesa da vida de casado).
    Sim, tive meu momento de solteiro desde o começo de minha vida, desde minhas descobertas amorosas.
    Após muitos anos, após alguns relacionamentos curtos, após muitas decepções por não rolar a química que eu queira, outros tantos “foras”, simplesmente aconteceu… conheci alguém com quem o envolvimento naturalmente se transformou num relacionamento (aos 31 anos de idade – tendo então um número esclarecendo a duração de minha experiência).
    Vejo pessoas que defendem a vida de solteiro de diversas formas. Ou por defesa e auto-estima, ou por excesso de mimo – sim, excesso de mimo… pessoa sempre paparicada pelos pais, avós, etc, que não consegue se relacionar por que as coisas não são exatamente como querem (e nunca serão, tem que haver equilíbrio, amadurecimento), outros defendem, simplesmente por insegurança.
    Sim, é bom você poder tomar decisões sobre viagens sem ter que consultar ninguém, não nego… mas também é muito bom programa aquela viagem a dois, planejar, criar expectativas conjuntas, compartilhar… Minha namorada, é minha namorada, esposa, amiga, companheira, parceira. Sei que posso contar com ela em todos os momentos, inclusive nos momentos que precisar de um tempinho com meus amigos para tomar uma cerveja. Esclarecendo, caso você esteja murmurando, não não sinto falta das viagens para curtir e azarar, eu já tenho isso dentro de casa!
    Se ainda não se convenceu, irei mais fundo ainda.
    Você que defende tanto a vida de solteiro, já se viu como um doente em diversas ocasiões, não adianta negar. Você só teceu essa tese toda, após muito conflito interno.
    Você pode se encontrar bem sozinho, neste momento, mas se realmente acredita que está bem sozinho, não procure subterfúgios para apoiar seu amor, seja com animais, seja com os pais (com os quais você deve morar ainda), seja o que for.
    Se está bem sozinho, se não sente afeto, carinho, amor por ninguém, você é um psicopata (termo do uso comum para o Transtorno de personalidade Anti-Social, ante que você se julgue conhecedor também do idioma).
    Ser solteiro tem suas vantagens, ser casado também. Defender a ideia da vida de solteiro como ser livre, livre de amor, de carências é o lado danoso.
    Fora o fato de que, convenhamos, se você já passou dos 25 e ainda está nesse pique de farra, de “uuhhu” falta bastante responsabilidade pra você; e mais, sabe a diferença entre você e o playboyzinho que aparece na TV sendo absolvido após ter matado alguém atropelado? A diferença é que talvez você ainda não o tenha feito – e quando fizer não terá a mesma grana para te salvar – portanto, todo comentário e crítica que você fizer nessas situações, aplique-os para você, pois avida desregrada, inconsequente e motivada a esse tipo de coisa você já tem.
    Enfim, para terminar e cumprir o prometido, defendo a vida de casado simplesmente dizendo que é um tesão! Sair cedo pra trabalhar, ver minha esposa dormindo, encontrá-la no fim da tarde para retornar para casa, fazermos a janta juntos, nos divertindo, tomar um banho oras juntos, oras sozinhos, assitir um filme, programar uma viagem, um lazer, encontrar com outros amigos…. uma companheira que estará sempre a postos para curtir comigo e novamente, me deixar curtir um pouco sozinho e sabe porque? Porque nós nos confiamos, nós sabemos que temos princípios morais iguais e que a nossa curtição sozinho, não significa envolvimento sexual com outras pessoas. Significa um momento particular e só. Confiança e respeito te mostram isso, e sem isso, sem essa franqueza toda envolvendo os dois lados, nada disso é possível e a vida de comprometido sempre te parecerá ruim.
    Amadureça, envolva-se realmente apenas se você quiser levar a sério, uma namorada não é um troféu, mas não use seu farrismo como argumento pra denegrir a vida de comprometido.

    1. Defendendo o Rafael, ele deixou bem claro que quer encontrar um amor sim, mais pelo q entendi que ao contrario do que a sociedade pensa ele não tem que encontrar esse amor com urgência. e forma dele pensar não o torna um psicopata. Se você encontrou a pessoa da sua vida parabéns, mais isso não quer dizer que os solteiro tem que sair a caça.

      1. Não mesmo, e da forma que ele escreveu, não é um psico, mas quando o solteiro nega de forma veementemente e acredita, aí sim. Ser solteiro é do caralho, mas ser casado também. Quero ver quando vierem as crianças, aí faço um novo relato.

      2. Disse tudo Sônia, eu também defendo o Rafael .. afinal, ele deixa bem claro o que ele pensa e em nenhum momento ele generaliza as coisas que fala , deixa claro que conhece ´casais incríveis´ , que ele espera alguém, mas que espera alguém que acompanhe ele, que venha apenas à acrescentar felicidade na vida dele, afinal .. quem precisa de alguém que não acrescenta nada na sua vida? Tolice quem aceita alguém assim, ele disse tudo !

    2. Anonimeir vou viver a vida de solteiro que vc não viveu, enquanto isto vai vivendo a vida de casado por mim kkkkkkkkkkkkkkk um dia eu caso, quem sabe daqui há uns 15 anos

    3. Cara, quanta frustração nesse seu comentário! Vc julga errado 90% do texto original tentando encontrar justificativas para cada argumento do autor! Virou “adivinho” agora? Sem falar que seu conhecimento de causa é precário demais, mesmo dizendo que tem experiência nas duas áreas! Chamá-lo de “psicopata”? Acho que está vendo muita série policial e já se esqueceu dos verdadeiros livros e especialistas da área pra traçar um perfil assim, com tamanha falta de conhecimento! Se está feliz com sua vida a dois, ótimo! Agradeça, cultive, ame, doe, persista, seja feliz! Mas não julgar ou classificar um caso por outro, pois são coisas bem diferentes. Se ainda mantém um pensamento tão enraizado em relações duais, talvez o que sinta não seja amor, e sim, egoismo! Pense bem meu jovem! Pode ter certeza que eu, no auge dos meus 35, irei tomar uma bela cerveja em alguma das baladinhas que irei esta semana, sem alterar minha responsabilidade diante dos meus compromissos. Meu sucesso profissional me garante afirmar que responsabilidade não tem a ver com idade ou tipo de vida… tem a ver com caráter! Fica na paz!

      1. Concordo com vc. Além de fazer análise do outro, sem conhece-lo, chama-lo de psicopata e ainda “supor” que o outro more com a mãe e tantas outras definições absurdas é bastante grosseiro. Se a pessoa escreve um texto baseado em experiência própria não significa que ela queira ser analisada e receba aprovação das pessoas. Como um livro de autoajuda, vc lê e se identifica ou não com os conselhos e dicas. Abçs

    4. Nooooossa… to pasma! Keep calma, my friend. O autor não é contra casamentos, namoro ou qualquer coisa similar. Ele só alerta que tais relações podem gerar uma pseudo felicidade pra quem as tem dependendo da relação. Salienta sobre o amor próprio, sobre a auto-valorização. Sinceramente, eu não consegui ler a metade do que tu escreveste, mas percebi o teu nível de revoltz com o texto do autor, o qual foi desnecessário. Encerro minha humilde opinião destacando o seguinte trecho: “E te digo que quando esse dia chegar, você nunca mais vai se contentar em ficar na areia. Desse dia em diante SÓ VAI SERVIR TER ALGUÉM AO SEU LADO se este estiver disposto a entrar na água com você.” Se tu és feliz no teu casamento, PARA-BÉNS, tu encontraste alguém disposto a entrar na água contigo.

    5. Caramba!! Tu tem certeza que tá feliz moço?? Pq tanto ódio?? Quem disse que estar solteiro é estar fa “farra”? Aonde ele disse isso? Além disso TODOS os solteiros são “playboyzinho” que atropelam e matam pessoas? Vc matou alguém no seu “tempo” de solteiro? Pq se for assim, por favor continue casado, pois vc é sim um perigo para sociedade!
      “Uma companheira para me deixar curtir sozinho” amigo é disso que ele está falando…. não existe isso de “deixar” as pessoas são livres e um relacionamento é bacana e saudável quando duas almas livres se encontram e resolvem viver juntas simplesmente pelo desejo de compartilhar suas vidas. Tudo diferente disso é dependência.

    6. Oxe! O texto não denigre de forma alguma as pessoas comprometida, fala que apesar de o meio “sociedade” cobre alguém de estar comprometido, existe pessoas que sentem bem.

    7. Você distorceu completamente a ideia do texto, concluiu a seus moldes e atacou diretamente o autor, baseado na mesma coisa que você também criticou, suas próprias experiências.

      O texto de nada prega a vida de playboy que vive na noite, a ideia central é o amor próprio e a desnecessidade de ter de encontrar uma “outra metade” para conseguir amar a viver.

      Pelo que entendi de seu texto, você viveu assim e encontrou alguma pessoa que te “colocou nos trilhos”, a sua “outra metade”, portanto você enxerga nela a solução da sua vida que muito provável era insatisfatória até o presente momento.

      Ser solteiro, nos moldes do texto, de nada tem a ver com vangloriar festas, pegar mulheres, ser mimado ou ser imaturo, muito pelo contrário. A vida é simplesmente de aceitação e amor próprio, conhecer o seu eu, desejar os seus desejos, viver os seus momentos. Quem consegue essa aceitação, este amor e esta alegria (que por sorte, hoje também tenho, e para lhe desmistificar, moro sozinho, sou formado, trabalho e bem resolvido), vê com uma completa irrelevância a presença de um(a) companheiro(a), este que é um “mais” e não uma necessidade.

      No mais, em momento algum a vida de quem é comprometido é denegrida, somente quem colocou o chapéu da “boia” é que consegue se ofender com isso. Assim como o autor, todos nós temos amigos que tem relacionamentos que deram certo, aqueles que encontraram o “mais”, mas via de regra, a maioria está na sua boia, assim como a maioria dos solteiros também estão afogando as mágoas e desfrutando de uma vida fútil na farra.

      Por fim, só quem conseguiu experimentar os 2 extremos do amor (amor ao próximo e amor próprio), conseguiria tirar do texto o que ele realmente diz. Usando minha experiência, posso dizer que tive os 2 extremos, e o amor ao próximo é excelente, mas desgastante e limitado, já o amor a si é eterno e te permite ter uma visão do mundo, ampla e infinita. Não digo que nunca mais irei viver ou amar alguém, mas confesso que acho muito difícil encontrar alguém que pense igual para seguir comigo nesta jornada, pelo menos não em um país com uma mentalidade conservadora, patriarcal.

    8. Melhor resposta. Tem meu apoio. Simplesmente quem fala isso, é por que não encontrou um grande amor, justamente por ser o tipo de pessoa que não está aberta a isso, de repente por ser bem difícil de conviver. Gera um egoísmo tamanho.

    9. Sua definição de psicopata está um tanto furada, estude mais sobre o tema antes de sair espalhando coisas fora dos contexto. Tem muito psicopata casado por aí.

  6. Lendo esses 2 relatos, vejo duas perspectivas de vida diferentes em momentos diferentes! E uma não anula, ao meu ver, em hipotese alguma a outra!!!
    Há alguns dias atrás terminei um namoro ao qual achava mesmo q iria dar certo, na verdade estava mesmo me esforçando pra dar certo, mas não deu. Não sou hipocrita de dizer q foi perda de tempo nem q eu não chorei por ter acabado, muito menos vou dizer o quanto curti voltar a vida de solterisse logo no inicio…….Não foi tão duradouro, mas foi muito bom. E estar com alguém é realmente muito bom! Mas saber viver bem sozinho, também é fantastico!! Não precisar estar sempre nos braços de alguém pra se sentir bem e completo, é maravilhoso!
    Acredito que as pessoas vivem para transbordar umas as outras, nao para se completarem!!
    Enfim…só queria dizer q vejo beleza nos dois relatos e viver as duas fases fazem parte do viver……..não precisamos levantar bandeiras e fazer gritos de guerra! rsrs
    E como diz o autor desse ultimo texto, vamos amadurecer e isso não é tornar-se chato e detentor da verdade, mas sim saber respeitar e entender que a vida é cheia disso, e é o diferente que encanta e alegra o viver!!!

    Beijos

  7. Ser feliz é estar bem consigo nesmo e também descobrir o que lhe faz bem, se você nasceu pra ser raposa ou pinguim.
    Há os dois lados da moeda. Ser feliz solteiro é possível sim, claro, pode-se dizer que a pessoa aprende a ser feliz e tambem seria como viver sem amigos, mas, a pessoa sabe que precisa de um amigo em algum momento da sua vida porque tem coisas que não se consegue fazer sozinho e tão pouco sendo solteiro.

  8. Sou solteiro, nunca namorei, tenho 32 anos. E digo: sinto-me feliz, e sem pressa de encontrar alguém. Leiam o texto da Martha Medeiros: “Viciados em companhia”. Abaixo segue um trecho ótimo:

    “Se sozinho você não se tem, amar vira tubo de oxigênio, ânsia, invenção e enredo barato, perde a dignidade, o amor vira muleta e trucagem. Confio no amor de quem não precisa.”

    http://keylaiara.blogspot.com.br/

  9. Muito interessante o artigo. Admiro quem tem a maturidade de escrever que não está pronto para dividir, que ainda enxerga o mundo sob seu único ponto de vista e quem não percebe que um dia vai ter 80 anos e quando tiver um enfarto vai querer ser tratado por aquele médico de 45 anos e vai perguntar onde este médico está. Ai a vida vai responder que este médico era o filho que ele ia ter 40 anos atras mas ele estava curtindo a solteirice e não pode ter, 10 anos depois ele estava comprando prancha e não podia pagar uma escola e 20 anos depois ele estava em Bali surfando e não pode pagar a faculdade de medicina. Então aos 85 ele descobrirá que o médico que ele ia por no mundo não pode vir porque ele não entendeu que o maior objetivo na vida é mais do que ser feliz. É deixar este planeta melhor do que o encontrou.

  10. Nossa, em meio a tantos textos sobre relações e amor eu realmente já estava desacreditando que existiam pessoas como eu. Posso dizer com certeza, que enquanto lia eu me via escrevendo este texto palavra por palavra.

  11. Texto muito bem escrito porém geralmente mal interpretado por muitos. O objetivo não é comparar qual é melhor, solteiro ou casado, mas sim se defender daqueles que julgam que que vida de solteiro é sinônimo de encalhado e não uma simples escolha de momento. Cada um com seus pontos positivos e negativos, faça sua escolha e seja feliz.

  12. Olá! adorei seu texto, e é assim que me vejo Tbm, tive um relacionamento de 3 anos, e por muito tempo levei isto da forma que dava, até um certo momento que percebi que aquilo já me fazia mal, assim, terminamos e hoje sou uma mulher muito melhor e bem resolvida, adorei a escolha que eu fiz, e não me vejo mais em um relacionamento desgastante como o qual e vivi.

  13. Boa! Faço minhas as tuas palavras, sem tirar uma virgula se quer! Concordo em genero e numero com cada colocação tua. Parabéns! Eu detesto estar só; fase de curtiçao e farra q fique para esses q nunca deixaram a adolescência!

  14. Gostei do seu texto, só achei bobo o trecho sobre dar os “parabéns, campeão!”, até porque não vejo conquista alguma em ser um solteiro convicto haha eu sei que foi uma brincadeira e eu sou uma solteira muitíssimo feliz também, mas eu acho que querer ficar mostrando pros outros “olha só, sou um solteiro convicto, parabéns pra mim” é tão idiota quando os casais que querem maquiar um relacionamento falido só pra parecer bem pros outros. Curta a vida, seja feliz, não ligue pras imposições da sociedade, mas não fique tentando carregar uma imagem. Digo isso pq tenho amigos solteiros que parecem adorar mostrar pro mundo que são livres de regras e zoam os que estão “amarrados” e muitas vezes são assim pra esconder alguma frustração. Não é o seu caso. Mas essa cultura do desapego nos dias de hoje é muito besta… Apegar-se também é bom quando é pra ser e da certo. Felicidade independe de status de relacionamento, e sim das nossas escolhas.

  15. Cara,pleno acordo.Todavia,pro cara certamente chegar a essa conclusão deve ter sido necessário algumas pancadas,e creio que só se descobre tal liberdade quando se nunca a teve.Vivo isso hoje,mas na intenção lógica que possa encontrar,não quem somente me complete.Mas que sejamos completos,com imperfeições,mas completos.

  16. Cara texto maravilhoso!! Exatamente tudo o que penso vc descreveu…. eu sou feliz comigo mesma.. projetar felicidade em outra pessoa não te leva a nada. A liberdade é um dos maiores tesouros que podemos ter.

    Parabéns. . Escreve muito bem

    Bjos

  17. Olá Rafael
    Gostei de cada palavra que disse.
    Concordo muito com cada letra e palavra escrita, parabéns.
    Tomara que você receba meu email para podermos trocar umas ideias sobre relacionamentos.
    Bjos

  18. Você foi sensacional nesse post, tão sincero que conseguimos nos ver nas situações. Adoreii, parabéns!

  19. Parabéns mais uma vez Rafael !
    Escreve bem. Assim como eu vivi uma ótima fase da vida…

    Masss as vezes as palavras são mal interpretadas ou são lidas por pessoas q não querem entende-las.

    Cada um tem sua opinião e mais importante q isso sua experiência de vida. Ser solteiro é ótimo… Namorar também é… e Casar pode ser ainda melhor… Só depende de Você, depende de Nós !!!

    Ser Feliz, fazer o Mundo Melhor, Amar o próximo e ou alguém específico … é algo q pode ser feito independente do Status de Relacionamento.

    Então vamos concentrar nossas energias nisso:
    Ser Feliz
    Evoluir
    Amar

    Quem sabe assim Nosso Mundo fica mais Belo, a Felicidade reine e o Amor prevaleça.

    “Livre pra poder sorrir, sim
    Livre pra poder buscar o meu lugar ao sol” CB jr

  20. Aloha Rafa! Texto fantástico! Pura identificação! Boas ondas, boa vibe, e que a maré traga só coisas boas pra ti!

  21. Na verdade nao tenho muito a dizer. Vc expressou 100% o que penso e o Que tento explicar para as pessoas. O mais engraçado Que tbm acontece comigo é na hora de dizer Que sou solteira, ou se vou ao cinema/ teatro sozinha… As pessoas me encaram como se eu estivesse passando fome ou serias necessidades. O foco nao se torna mais elas naquele momento com seus pares, mas sim a importancia de ver uma “coitada” “tentando” aproveitar sua Vida da melhor forma possivel, pois quando conseguimos ficar felizes e aproveitar momentos com nos mesmos nao tem Nada Que faça isto terminar!
    Ter alguem é muito bom, mas ficar sozinho e buscar o autoconhecimento é tao bom quanto, as vezes ate melhor!

  22. Boa tarde Rafael! Nossa você conseguiu traduzir o que eu penso dessa vida, acho que as pessoas curtem entregar o que está bom…..Parabéns……..Adorei …….

  23. Porque se a pessoa defende que é feliz de uma maneira diferente da nossa, não queremos aceitar que é possível?
    A ANONIMEIR atacou a pessoa do autor, como se tivesse com raiva. sendo que cada um é feliz do seu jeito. Um é subindo uma montanha, outro é sentado no sofá vendo netflix. Existe quem é feliz casado, e quem é feliz solteiro. se você foi solteiro infeliz, não critique quem é solteiro feliz. SE seu casamento não deu certo, não diga que o de ninguem presta. Cada um sabe a dor e a delicia de ser o que é.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s