Samba – Canção

62bc7998544f26c53d893a828fbb3bc8

Entre o espaço da tua bagunça e da minha, eu sinto meus pés congelarem com o frio lá fora. Toco na boca o café pelando que acabou de ser feito e corro meus olhos por todo canto, seja o que canta ou o de quina. Observo tuas meias esparramadas pelo chão e um samba-canção dobrado desajeitadamente no sofá. Meu próximo verso guarda teu cheiro. Você é daquele tipo de cara que janta os meus sentidos em uma refeição casual, e eu nunca sei exatamente o que fazer, mas o frio piora muito, se não são teus olhos tocando fogo nos meus. Penso se existe algum parágrafo da teoria da conspiração, que explique de onde você veio e quais métodos funcionais utilizou pra me ver amar. Nunca sei dizer ao certo, se foi o verbo ou o dialeto que me fez ficar. Mas se me perguntarem, talvez eu diga que foi o coração.

Natália Brandão, publicado em: https://www.facebook.com/OMocoEOOcio?fref=ts

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s