E talvez eu sinta sua falta

13

E talvez eu sinta falta de como víamos o mundo igual. Ríamos das mesmas piadas e fazíamos piadas para nunca parar de rir. Que trocávamos confidencias ao pé do ouvido e prometíamos não contar a ninguém. Talvez eu sinta saudade das noites em claro brincando e jogando sem ligar para hora. Que marcávamos horários para entrar e nos despedíamos como se tivéssemos a certeza de encontrar-nos novamente dali alguns minutos.

Talvez eu sinta falta dos teus namoros, nada namoros. Das apresentações para que eu as aprovasse e conversasse horas e mais horas com vocês, apenas para não dizer aquele simples adeus. Talvez eu sinta falta de todas as garotas que me tinham em redes sociais por tua causa e me perguntavam diariamente sobre você. Quem sabe eu sinta falta dos teus temperamentos às vezes insuportáveis que a gente suporta por que ama.

Talvez eu sinta falta dos conselhos sussurrados e das felicidades gritadas ao vento. Das fotos poucos compartilhadas e dos vídeos no skype nada sérias. Talvez eu queira poder conversar contigo novamente e chamá-lo daqueles velhos apelidos que para nós nunca perderam a graça.

Talvez eu sinta sua falta. Talvez eu sinta mais do que deveria.

Publicado em http://devaneiosimplicitos.wordpress.com/

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s