Nosso mundo

03

Quando nada mais habitar o coração, eu ainda vou poder sentir teus nós apertando meu peito, sussurrando que amor não se desata com o tempo. Eu não tenho mais medo do mundo lá fora, eu não tenho mais medo de gritar todos os meus sentimentos em um só espaço, só porque você não volta mais. Melhor que não volte, que fique salvo da minha bagunça e falta de aptidão pra dizer com os olhos, o que eu não sei dizer em palavras. Meu café ainda tem teu gosto, meu abraço ainda é do formato do teu e minha velhice excessiva é reflexo da falta que você faz. No teu bolso ainda tem o pedaço meu, embaixo do teu travesseiro dorme um poema nosso e na boca o gosto de palha faz a saudade parecer indiscreta. Quando perder o pouco de razão que te cabe, moço, se muda de novo, dorme teus sonhos nas minhas coxas e mora tua barba nas minhas certezas. Com o resto do mundo a gente se entende depois.

Natália Brandão

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s