Se eu fosse você

01

Se eu fosse você, eu adoçava o café com menos açúcar. Aliás, eu nem tomaria café, pelo menos não preto. Dá dor de cabeça e não gosto de ver você franzindo a testa sem a capacidade de ouvir o que eu estou falando. Outra coisa que eu faria: me levaria a sério. Sempre. Bom, só não levaria a sério quando eu estivesse implorando durante o sexo. Você sabe que eu não consigo pensar direito quando você me enlouquece.

Se eu fosse você, trocava a pasta de dente. Menta? Sério? Não é possível que você goste desse sabor, dessa textura que deixa a pia suja e eu dou pulos de ódio. Não entendo como gosta de usar esse desodorante roll on. Aerosol é tão mais prático…

Se eu fosse você, deixaria essa barba rala de vez em quando. Esse rosto de príncipe encantado quando sua barba cresce fica parecendo um motoqueiro selvagem e fica tão, tão sexy que eu quase não suporto ficar olhando sem arrancar nossas roupas com os dentes. Sem dar aquele choque de pele e ouvir nossos corpos batendo. Se eu fosse você, beijaria cada centímetro de pele suada por sua causa.

Se eu fosse você, elogiava a comida que eu fiz pra lhe agradar. Diz que o vinho estava perfeito e ri do meu jeito idiota de contar piadas. Recolhe a mesa pra me ajudar a limpar tudo e irmos pro quarto mais depressa. Eu também tenho urgência na nossa sobremesa, mas eu não sei bagunçar lençóis se a mesa ainda estiver suja. Se eu fosse você, me pedia pra aprender seus pratos favoritos, porque eu adoro ouvir você me pedindo essas coisas bobas, com esse jeito de mimo.

Se eu fosse você, faria mais manha quando estivesse doente ou só com uma gripe bobinha. Sinto-me toda poderosa em cuidar do meu menino cheio de dengos. Pediria pra eu esquentar alguma coisa e fazer companhia embaixo das cobertas enquanto rola aquele filme preto e branco que só eu gosto e você coloca pra assistir porque eu já vi tantas vezes que nem coloco os olhos na tela e fico com os dedos perdidos pelo seu cabelo. Se eu fosse você, continuaria brigando comigo por querer secar seu cabelo antes de dormir e por eu querer dormir sem meias, apesar do frio.

Se eu fosse você parava de fazer essa planilha e me mandava uma mensagem. Só pra dizer que o meu sorriso esquenta por dentro e que o meu pé gelado até é divertido. Por favor, não diz que me ama. Não sei lidar com amor, ainda não aprendi o que se faz com essa planta estranha. Tenho medo de cuidar demais e acabar sufocando, mas também tenho medo de ser omissa e matar por falta, falta de carinho, de dedicação. Deixa o amor pra quem sabe amar. Isso não é pra gente.

E se você fosse eu, adoraria você com todos os seus jeitos de não ser do jeito que eu espero, e ainda assim perfeito e completando meu copo meio vazio. Mas isso não precisa me ensinar nem me dizer. Eu já sei gostar de você assim.

Marina Oliveira

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s