Talvez destino

10

Uma música. Um sorriso. Um reencontro. Um por do sol. Uma brisa gelada no rosto. Um pedido de perdão. Um abraço apertado. Olhos nos olhos. Mãos que não querem se soltar. Um perfume que nunca saiu da memória. Aquele nó na garganta. Palavras que se recusam a sair. Engasgam na garganta. Pensamentos que gritam. Um silêncio que diz tudo. Borboletas sobrevoando o estômago. O horizonte. O barulho do mar que insiste em lembrar daquele verão. Ah, o nosso verão. A paixão é engraçada às vezes. Chega sem pedir, parte sem se despedir. Uma espera que durou mais do que deveria. A saudade que corta o peito. Um orgulho que escolhi deixar no passado. Um momento que se congela no espaço. O universo conspirando. O calor do seu corpo junto ao meu. As palavras que tanto sonhei saindo da sua boca. Suas mãos no meu cabelo. Um carinho demorado. O meu discurso previamente planejado que nunca consegui concretizar. O celular que guarda declarações nunca enviadas. Anos que separam e distanciam. Um sussurro no pé do ouvido. Um arrepio na espinha. Seus lábios junto aos meus. Minha alma pedindo a sua. Os problemas que escolhemos deixar para trás. Não sei como definir. Talvez destino. Vidas que se cruzam, separam e se reencontram. Eu e você e mais nada.

Isabela Freitas
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s