Meu nunca

09

O jeito é pedir para tirarem uma foto nossa, só pra você ver o tanto que fica bonito. Ou melhor, deixa eu ler pra você a combinação dos nossos signos, que diz que a gente foi feito um pro outro desde os tempos de Maomé  Se você não entendeu ainda, eu chamo a minha vizinha do 702 que entende tanto de amor, que vive sozinha. Ela vai olhar pra gente juntos e sentir um arrepio. E daí você vai entender, não vai? Ainda não? Poxa. Vou ter que te contar que tem um tanto de coisa que você pensa e eu penso também. Tipo que aquela música é muito boa e ninguém acha boa – só você. Eu sempre achei ela uma ótima música. Ou então, que aquele dia eu também pensei em dividir um cachorro. E pensamos exatamente o mesmo nome para o bicho, que teria que ter nome de gente. Tá vendo agora?

Posso tentar mais, dizendo que eu não entendo metade das coisas que você fala, e continuo gostando muito de imaginar ouvi-las. Nem você entende metade das coisas que eu escrevo, e agora está me lendo. Olha, tem também as melhores sensações do mundo. Fecha o olho e fala rápido! Viu? São as mesmas. Nosso mundo é colorido igual. Nosso mundo é tão igual e nossas dores tão diferentes, que eu te abraço agora e até parece que nada nunca doeu. Dá vontade de gritar e contar para o universo que eu achei. Eu achei o que eu nem mereço ter porque é bom demais para mim. E tudo que é muito bom, dói demais de ter.

É horrível, mas existem pessoas que aparecem na nossa vida para nunca serem nossas. Que nem você, que de tanto nunca vai ser meu, só que nesse momento é.

Marcella Brafman

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s