Só a saudade e dois pequenos corações

tumblr_lgqh2j1dES1qfm2s1o1_500_large

Em contato com o dia-a-dia eu pude ver chegar, o que eu nunca imaginei existir. Algumas tatuagens, alguns cabelos brancos, alguns acasos, e pronto, eu estava entregue. Uma suavidade extrema, intensa, celeste, que se eu nunca tivesse tocado, talvez nunca acreditasse.

Eu pinto o amor com as cores dos teus olhos, moço, com a sutileza dos teus versos antes de dormir e com os sonhos que escondo embaixo do travesseiro. Entre noites de vinhos e jantares, entre massagens, sussurros e prazeres. Eu senti você. Como quem sente no abraço, eternos braços que apertam. Eu vi em você toda a minha paz, todo meu canto, todo meu riso e aqueles meus velhos discos. E recebi algumas canções em bilhetes perdidos pelos moletons e gavetas.

Volta agora, moço, me conta os motivos de terem sobrado só a saudade e dois pequenos corações, que te anseiam, que te esperam e que talvez batam no mesmo compasso, todas às vezes que sentem você novamente.

Não reclamo, cuido bem da gente, mas cuidar de você traria um tom a mais, um riso a mais, um fogo a mais. Daqui de dentro da pra ver a falta que você faz, é impossível não notar. A saudade habita cada cantinho, cada centímetro da minha solidão que agora é conjunta, enquanto faço um café. Olho pra janela e vejo a esperança dos dias de sol, que me invadem e gritam qualquer canção desesperada que te pedem pra voltar e trazer meus sorrisos e planos esquecidos dentro da sua bagagem.

Natália Brandão
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s