O homem dos meus sonhos

01

Brinco com as minhas amigas que tá mais fácil acertar a Mega Sena do que encontrar um amor. A-M-O-R. Não essas tosquices de hoje em dia que se resumem a um test drive sexual com zero de intimidade. Muitas das pessoas mais interessantes que conheci ao longo da vida tinham a clássica síndrome Peter Pan meets George Clooney: o carinha que não quer crescer (e já tá pra lá de balzaco) e ama repetir pra si mesmo que é um solteiro convicto. Oh, wait – um dia todo mundo se apaixona.

A parte boa dos tropeços pelo caminho é que fica bem claro aquilo que a gente NÃO quer de jeito nenhum. E a pessoa dos nossos sonhos toma forma, muito embora ela exista apenas…nos nossos sonhos. A vida real é dureza, intimidade é difícil e encontrar cumplicidade verdadeira, artigo de luxo. Tão mais fácil descartar os caras ao primeiro sinal de chatice ou manter várias cartas na manga para quando a gente enjoa de um ou de outro. Só que, putz, cadê o desafio de construir uma história com alguém? Pra mim, a graça reside nisso. Uma história. A dois.

O homem dos meus sonhos me deixa ser doce. Me desarma e me causa desassossego. Ao mesmo tempo. Gosta de vinhos – franceses e portugueses, por favor. Pede desculpas com flores – tulipas, claro. Fala outras línguas, assim posso ficar olhando com um sorriso no rosto enquanto ele diz palavras cuja pronúncia vou lembrar para sempre só porque ouvi da boca dele. Fuma ocasionalmente, porque eu também fumo ocasionalmente e gosto, não vou mentir.

Ele me faz rir e entende o meu sarcasmo ácido, que nada mais é do que uma forma de defesa boba. Faz perguntas sobre as minhas viagens, quer saber de todos os meus dissabores. Sabe que a vida é curta, vive o hoje e não promete o que não pode cumprir. O homem dos meus sonhos também é doce. Nem demais, nem de menos – uma ternura assim, palpável. Ele gosta de filmes, sabe os diálogos de Before Sunset e vai me fazer surpresa quando Before Midnight for lançado.

Tem manias chatinhas, porém toleráveis. Abraça, abraça muito, abraços de urso. Beija e puxa pra perto sem a menor cerimônia. Escreve cartas e esconde-as nos livros que estou lendo só pra me fazer torcer o queixo quando encontrá-las. Quer ter apenas um filho. O homem dos meus sonhos sabe que só gosto de música suave e por isso deixa tocando Ben Harper, Jack Johnson, Diana Krall, Norah Jones.

Conversa por horas a fio e tem argumentos fortes. Manda mensagens fofíssimas quando sente saudade e não tem vergonha nenhuma de dizer o que sente. Ele também acha que frio é igual a felicidade, e sua estação preferida é o inverno. Aprendeu a fazer Cosmopolitans só porque eu gosto e sou preguiçosa. Não me deixa dirigir e protege com o olhar. Acha que o céu do Uruguai tem um azul diferente de todos os outros céus. Me compra canetas e diz que adora as bobagens que escrevo. Sabe todas as minhas comidas favoritas e ama sair pra comer. Ele escolhe vinhos e quase nunca erra. Tem uma coleção de pimentas em casa.

Fala sempre de frente pra mim e não tenta conversar no escuro. Pede carinho e dá colo. E me tapa quando vê que estou descoberta. O homem dos meus sonhos sabe fazer companhia nas horas boas e ruins. Me beija na testa e diz que me ama. Muito. ♥

Paula Pfeifer, escreve para o http://sweetestpersonblog.com/

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s